19 de Outubro de 2003

A culpa é tua. Só tua. De mais ninguém. Tu és o culpado.
Tinhas todo o poder de decisão em ti, mais, tinhas o dom de conseguires fazer as coisas sem grande esforço. Tu é que deitaste a perder, tu é que desperdiçaste tempo. Vê se ainda consegues compreender isso a tempo. Depressa. Volta ao que eras.

19 de Outubro de 2003

  • Ricardo Ramalho

    Apelo a quem ? eheh 🙂

  • ha! será difícil de descobrir?

  • hummm… acho que não, mas posso estar enganado…

  • Rui

    Ui… que desespero!
    Será um grito interno?

  • =) foi bem externo! por isso o “ouleste”.