12 de Outubro de 2004

Aqui há dias vinha no Público que Portugal estava quase a perder o estatuto de Estado Membro do CERN e corria o risco de deixar poder lá fazer projectos. Porventura a maioria não saberá o que é o CERN – Centro Europeu de Pesquisa Nuclear – é um mega-projecto europeu com 50 anos dedicado ao estudo da Física das Partículas. O CERN tem o maior acelerador de partículas do mundo e tem sido palco de ínumeras descobertas científicas. Está a ser dotado de um novo sistema que, espera-se, venha a permitir mais descobertas. Foi lá, também que se inventou a World Wide Web. Portugal está em risco de perder a sua possibilidade de investigar lá porque… não paga as contas.
Hoje, no Diário de Notícias vinha a seguinte notícia: Portugal perde direito de voto e corre o risco de ser excluído do ESO. ESO – Observatório Europeu do Sul – é o maior observatório europeu (acho que mesmo o maior do mundo) e localiza-se na América do Sul. Em 43 anos de actividade nenhum país membro tinha perdido o direito de voto. E porquê? Porque desde 2003 que não paga a sua quota.
Talvez para a maioria a maioria das pessoas não dê grande importância a estas notícias por não saber o que verdadeiramente lá se faz e para que serve. Talvez eu também não desse por isso, se fosse um qualquer laboratório de biologia, engenharia cívil. A questão é que são estas presenças (neste caso a nível europeu, já que estas instalações são caras demais para Portugal as ter por si só) que nos permitem o desenvolver das nossas actividades científicas.
Ainda se poderia questionar a utilidade destes encargos e desistir destes projectos; agora, não pagar contas e deixar o futuro de todos os que trabalham e investiram naquelas áreas em suspenso é que não!
É assim que se ganha manobra para descer o IRS.

12 de Outubro de 2004

  • André Neto

    O secretário de estado disse ontem no IST que já tinham chegado a acordo com o CERN….mas não disse que já tinham pago!

  • Pois… E parece que a ministra da C&T também já tinha dito que as verbas para o ESO já tinham sigo desbloqueadas, mas o Público disse que um mês e meio depois as contas ainda não tinham sido pagas. Segundo o Ministério, a culpa é da demora dos trâmites legais…

  • André Neto

    Trâmite Legal, não posso deixar de rir sempre que oiço estas duas palavras, não sei, têm um nome de animal raro…
    Trâmite Legal:
    Classe Insecta, Ordem Diptera, Subordem Nematocera, Família Simulidae. É um animal extramente comum na Europa Latina, as suas principais características são a baixa velocidade e a camuflagem.
    PS-Caracteristicas tiradas aleatoriamente de um sumário de uma aula de parasitologia de uma faculdade qualquer…