4 de Março de 2008


Uma das coisas que gosto de Nova Iorque, é que não é infrequente darmos de caras com a arte, ou mesmo até, de levarmos com ela na cara.

4 de Março de 2008