7 de Janeiro de 2009

Antigamente, quando as pessoas se enganavam no número e nós lhes comunicávamos que naquela casa não havia nenhum Eduardo Silva, as pessoas simplesmente diziam, – ah, peço imensa desculpa, foi engano. Hoje a coisa já não se passa da mesma maneira. A confiança na tecnologia é tão grande que um erro, mesmo que humano, assemelha-se a algo quase que impensável. Assim, do outro lado é frequente virem as interrogações bruscas e ásperas, quase que insinuando que nós, deste lado, é que estamos com uma crise existencial e não sabemos quem somos.

7 de Janeiro de 2009