6 de Janeiro de 2009

Uma agradável surpresa nesta última visita à pátria mãe, foi o Rádio Clube Português. Sempre gostei muito de rádio falada. Sinceramente, música na rádio, geralmente só em programas de autor, quando falam das músicas, dizem os nomes dos envolvidos, contam histórias. Musiquinha da moda gerada por uma qualquer playlist e apresentada por vozes de eternos teenagers extasiados, não obrigado. Assim restava pouco mais que alguns programas da TSF e das Antenas. Mas geralmente, ou são variações do “Gosto Muito do Seu Pograma”, noticiários, ou programas semanais, geralmente sexta-feira à tarde, ou aos fins-de-semana. O restante dos programas falados, geralmente envolveria, de uma forma ou outra, comentário de futebol ou cantares alentejanos. Nos entretantos, no entanto, muita música horrivel. Além disso, numa viagem longa, com a repetição das mesmas notícias de meia em meia hora, não havia TSF que resolvesse o assunto.
Desta vez a coisa foi um bocadinho diferente. Houve o Rádio Clube. Praticamente só se fala. Entrevistas, comentários, opiniões. Claro, não gostei de tudo, mas mal fora se tudo me agradasse a mim, pois certamente o Rádio Clube não teria viabilidade comercial. Gostei do estilo fora do habitual, nas conversas, e também de ouvir o Carlos Capote a ser entrevistado às duas da manhã; em directo! A quantidade de pessoas que telefona aquela hora é extraordinário. Os meus parabéns ao Luís Osório. Tenho de voltar a ver que podcasts têm, uma vez que o Mesa Para Quatro que era o único que ouvia, acabou.
E para acabar, pode ser que haja por aí quem goste, como eu, de rádio falada, aqui vai a lista de podcasts (que é a melhor inovação da/na rádio nas últimas décadas).
Contraditório [Antena 1] – Com Ana Sá Lopes, Carlos Magno e Luís Delgado. Confesso que raramente concordo com as coisas que o Luís Delgado diz, muitas delas completamente idiotas, mas gosto de ouvir os outros dois intervenientes, em especial o Carlos Magno.
Um Certo Olhar [Antena 2] – Confesso que ao Francisco José Viegas só o ouvia falar em programas de livros (falha minha), portanto, para além do blog é o único sítio onde o vejo dar opiniões e comentar outros assuntos. Gosto muito do seu tom de voz e da calma com que fala, das opiniões lúcidas e claras que expressa e em geral estou de acordo com o que diz. Luísa Schmidt também fala bem, embora esteja muitas vezes em desacordo com ela. A Carla Quevedo, do blogue Bomba Inteligente (que não leio), é capaz de realmente ser uma bomba, não sei, na rádio não dá para ver, mas de inteligente, pelo menos pelo que diz, não vejo nada de bombástico; é o Luís Delgado deste trio.
Portugalex [Antena 1] – Fabuloso, já oiço há anos e, felizmente, graças ao João, tive a oportunidade de ver os artistas ao vivo no S. Luís.
O Amor É [Antena 1] – Com o Júlio Machado Vaz e de há uns tempos para cá com nova moderadora. Ficou com menos gargalhadas, mas mais incisivo. Serve para variar da temática política.
(a lista continuará…)

6 de Janeiro de 2009