10 de Dezembro de 2011

Desde que vim para os EUA que deixei de ter televisão. No primeiro ano, tecnicamente havia uma televisão no dormitório, mas é impossível de se ver qualquer coisa aqui, devido à publicidade que é excessiva.

Talvez a única coisa que me faça falta, do hábito de deixa ver o que está a dar, são os documentários, que passei a ver muito menos. Mas falaram-me do Frozen Planet da BBC. E vale muito a pena.

A voz de David Attenborough leva-me ao tempo em que aos domingos à tarde não falhávamos um programa sobre a vida selvagem. Mas é um documentário do nosso tempo: a tecnologia, a filmografia e, muito provavelmente, os muitos recursos da BBC trazem ao ecrã uma fabulosa série de imagens e histórias acerca das regiões polares do nosso planeta. A perícia e a paciência das filmagens é por demais visível e verdadeiramente comovente. E no fim de cada episódio, a Freeze Frame, uma secção dedicada à forma como foram feitas as filmagens e às histórias dos muitos operadores de câmara, produtores e cientistas envolvidos na realização da série documental.

Infelizmente ainda só está acessível via Inglaterra, mas para quem não conseguir, há uma página de clips aqui. Por agora, um pequeno episódio:

10 de Dezembro de 2011