December 6, 2003

Sorry, this entry is only available in Português.

December 6, 2003

4 thoughts on “(Português) não me chame coitadinho

  1. Pois é…Neste inicio de século aumenta a crise em todos os sentido,e sobretudo a crise de valores.O que vale é o caro que se tem,o relogio,a roupa…esquecendo que o que na realidade faz o homem é o que ele pensa e constroi.Por isso,aos 39 anos,sou uma desiludida,não de mim própria mas do meu país.Onde param os valores? Onde para o orgulho em ser-se Português?Onde estão as coisas boas deste país? É só procurarmos…e encontramos!Encontramos os discos da Amália Rodrigues,os versos do Pessoa,os livros de Lobo Antunes…e tantos tantos outros motivos de orgulho e paixão.

  2. A questão é se até no conjunto de todas coisas que há de bom em Portugal, nós conseguimos pôr de lado o orgulho pessoal e o egoísmo, e fazer delas aquilo que elas realmente são e não apenas uma manifestação bacôca de patriotismo ostensivo.

  3. Ricardo Ramalho says:

    Hmmm… É giro ver toda a gente a queixar-se! Tudo está mal e nunca realmente está algo bem… Eu próprio me incluo no lote dos “queixosos”. Acho que está sempre algo “mal”… Mas as coisas não são propriamente assim. Concordo quando falas em ausencia de espírito colectivo. É triste… e afecta-nos a todos.

  4. Sim, é verdade que é mais fácil dizer mal que bem. Mas há mesmo coisas más cá em Portugal. Os portugueses estão cada vez mais ignorantes e, pior, orgulham-se disso. Não há humildade. O que interessa é ter um Porsche e continuar a dar arrotos. Assim não vamos a nenhum lado.

Comments are closed.