16 de Novembro de 2003

Tantas perguntas… o que é a imperfeição, o que é um raciocínio o que é a perfeição? Parece que, pelo menos aqui no blog, andamos todos atrás dela!
Vejamos, atrás disse que a Perfeição é o oposto do Nada, da não-existência. Será, então, que a Perfeição é o Tudo e a Imperfeição é o Nada? Não, acho que não podemos dizer isso. E também não concordo que se diga que a Natureza é perfeita e que a imperfeição é introduzida pela mão humana.
Não minha concepção de Deus, o Homem é a sua mais bela criação; ou antes, o Homem é a mais bela realização até agora por nós conhecida, construída com as peças que Deus deixou no Universo. Ele é perfeito, e sem dúvida a criação com mais potencialidades, com mais capacidades. Tem a possibilidade de criar. E isso é sinónimo de perfeição. Mas serão as suas criações entidades perfeitas? É certo que não; mas só em certo sentido. Pelo facto de serem, como o nome indica, objectos criados são perfeitos, mas do resultado da sua funcionalidade pode sair outra caracterização de perfeição ou imperfeição.
Acho que só neste sentido de perfeição funcional, perfeição operacional, é que existe imperfeição. E só. Assim, acho que afinal se pode caracterizar a Perfeição como o Tudo e a Imperfeição, como o Nada. São duas palavras numa só. Nesta acepção, o Homem só cria imperfeição quando destroí e dessa destruição nada se cria – conscientemente.
Quanto ao raciocínio. Bem, eu não lhe adicionaria mais do que aquilo que está no dicionário.
Mas isto sou só eu…

16 de Novembro de 2003

  • “Tudo” é mais do que “perfeição”… dentro do tudo há muitas perfeições e imperfeições… o nada já é mais complicado… eu, e isto sou eu, recuso-me a caracterizar, pelo menos dessa forma, o que não existe. Não existe e pronto!

  • Tiago Teles

    Acho que sim mas penso que nao