19 de Dezembro de 2003

Ainda bem. Decidiram voltar a atribuir o prémio Valmor (mais uma vez a arquitectura no blog…). E atribuíram muito bem: a nova Reitoria da Fac. Economia da Univ. Nova de Lisboa, ex-aequo com o edifício do ISCTE. Certo é que ninguém, ou quase ninguém deve concordar, mas não me ralo muito. A verdade é que ao princípio ninguém gostava do CCB, e agora…
Eu acredito no sistema de recompensa – embora haja quem ache que este tipo de funcionamento social, apenas serve para criar mercenários – aliás, acho que é indispensável. Este Prémio é uma forma saudável de manifestação deste sistema. Espere que continue, com prestígio, e que este tipo de incentivos sejam constantes.

19 de Dezembro de 2003

  • Mc

    a reitoria da univesidade nova (da autoria dos arquitectos Manuel aires mateus e Francisco aires mateus) é um edifício muito interessante, e merece o prémio, sem dúvida! houve muitas críticas contra o projecto, até do próprio Cavaco Silva. Engraçado… nunca vi um político criticar os caixotes de suburbio cheios de marquises feitos pelos construtores civis, e que proliferam aos milhares amontoados ao redor de Lisboa. Tal como diz o Siza: “a arquitectura medíocre não é polémica”. Se não fossem algumas mentes brilhantes no panorama nacional a imporem-se aos velhos do restelo, lisboa seria para sempre: velhas, ruas podres, caixotes de suburbio e fado. Orgulhosamente só, vivendo noutra realidade que não a europa!

  • Finalmente, alguém que reclama contra os caixotes cheios de marquises. Quando levar para a frente o meu manifesto anti-varandas-inúteis-marquisáveis, já sei onde vou buscar a segunda assinatura!
    Feliz Natal!

  • Dedicatória
    ” por falta de um inventor
    perdeu-se um invento
    por falta de um invento
    perdeu-se um produto
    por falta de um produto
    perdeu-se uma empresa
    por falta de uma empresa
    perdeu-se uma fábrica
    por falta de uma fábrica
    perderam-se milhares de empregos
    por falta de milhares de empregos
    um país perdeu seu futuro
    tudo por falta de um inventor”
    autor anónimo
    http://www.invento.web.pt

  • Só um comentário ao Delgado: Não ache que as varandas na sua grande maioria sejam inúteis. Ao contrário de ti, para mim uma varanda não precisa de ter vista para o mar!
    As marquises… isso já é outra coisa!