14 de Fevereiro de 2005

O dr. Santana Lopes é nojento. Ver, como eu vi, cancelar uma entrevista, em frente à senhora jornalista, porque não “fica bem falar de mim, numa altura destas”, é simplesmente detestável. Este é o populismo na sua forma mais selvajem e bolorenta. O dr. Santana Lopes não é mais que uma pastilha de embófia condensada, chorando lágrimas de crocodilo sobre o sódio que lhe há-de consumir a face. Que morra políticamente da forma mais agoniante.

14 de Fevereiro de 2005

  • João

    Ou por exemplo o Eng. Socrates dizer que tem um compromisso com os portugueses que é explicar o programa do Governo, quando se recusa a mais que dois debates! 😉 Entre milhares de outras coisas. Dele e não só!