2 de Março de 2008

A National Academy of Engineering publicou há uns dias a lista daqueles que considera serem os maiores desafios da engenharia no futuro próximo. A lista foi produzida por um conjunto de pensadores famosos, como Robert Langer, Craig Venter, Larry Page e foi posta à votação dos visitantes do site. Depois de mais de dezassete mil votos, a classificação foi esta:

1. Tornar a energia solar mais económica
2. Obter energia através fusão nuclear
3. Possibilitar o acesso universal a água limpa
4. Descobrir o funcionamento do cérebro
5. Desenvolver técnicas de aprendizagem personalizada
6. Desenvolver métodos de sequestração de carbono
7. Recuperar e melhorar a infra-estrutura urbana
8. Desenvolver a informática de saúde
9. Criar as ferramentas para o desenvolvimento científico
10. Prevenir o terror nuclear
11. Desenvolver melhores medicamentos
12. Gerir o ciclo do azoto
13. Tornar o ciberespaço seguro
14. Desenvolver a realidade virtual

Cada um dos tópicos dá para longas conversas, mas vou só falar um pouco sobre a ordem da votação. Está patente a preocupação dos visitantes do site na necessidade de preservar recursos do planeta, nomeadamente energia e água. Curiosamente não há nada acerca de técnicas para a produção de alimentos ou de criação de materiais sintéticos menos dependente do petróleo e com produtos mais amigos do ambiente. É interessante também verificar que a compreensão do funcionamento do cérebro está acima do desenvolvimento de melhores medicamentos o que sugere um maior interesse pelo mecanismo do seu funcionamento do que propriamente para o desenvolvimento de nova terapêutica (embora isso seja geralmente uma consequência quase directa do conhecimento).
O desenvolvimento de novas tecnologias e ferramentas para explorar melhor o mundo e o universo é a temática seguinte. Deixo aqui uma citação incluída na descrição deste desafio:

In the popular mind, scientists and engineers have distinct job descriptions. Scientists explore, experiment, and discover; engineers create, design, and build.
But in truth, the distinction is blurry, and engineers participate in the scientific process of discovery in many ways. Grand experiments and missions of exploration always need engineering expertise to design the tools, instruments, and systems that make it possible to acquire new knowledge about the physical and biological worlds.
In the century ahead, engineers will continue to be partners with scientists in the great quest for understanding many unanswered questions of nature.

2 de Março de 2008