2 de Abril de 2008

Piorricida.jpg
No passado fim-de-semana fui convidado para um jantar, onde os hóspedes (a Sofia e o João) me proporcionaram um brilhante arroz de polvo e uns pastéis de belém acabadinhos de chegar da fábrica. Ou, pelo menos, tão fresquinhos como a distância o permite.
No decorrer da noite lá falei da minha convicção de ser o único habitante do continente americano a usar pasta Couto para a minha higiene oral. Acabei por ter de explicar o famoso anúncio do indivíduo às voltas com a cadeira porque havia quem nunca tivesse ouvido falar dele. Não é que seja do meu tempo, mas quem vê aquilo uma vez nunca esquece.
Ora, ao desenrolar-se a conversa, fiquei a saber que um dos hóspedes era bisneto de Manuel Vicente Ribeiro, dono da farmácia responsável por outra pasta dentífrica memorável. Confesso que nunca lhe tomei o gosto (embora o João tenha prometido arranjar exemplares vintage), mas o facto de se chamar Piorricida fez com que ganhasse um lugar permanente na minha memória.
“Com Piorricida terá bons dentes toda a vida”. A genialidade do marketing é tremenda. Só não consigo avaliar se tremendamente boa, se tremendamente má.
EDIT: Deixo aqui o link para a reportagem “Ode to a toothpaste” da repórter freelancer portuguesa Mariana Van Zeller.
A imagem do anúncio veio daqui.

2 de Abril de 2008