31 de Outubro de 2008

Depois daquela memorável entrevista na televisão, agora na rádio, no Pessoal e Transmissível. O Miguel Esteves Cardoso é genial. Não vale a pena dizer mais nada.


Abre o apetite, porque se uma pessoa for a ver as condições em que escreve, tu também escreves, tu sabes, uma pessoa está sempre desgraçada, ali não sei quê, ou com os cigarros, com o whisky, não sei quê não sei que mais, às quatro da manhã, com uma sanduíche ou uma bola de berlim rasca e não sei quê aquelas ameijoas e tal. (…)… não tem nada a ver com comer ou amar ou seja o que for.

E possivelmente a melhor descrição da maneira regrada que nós portugueses temos de existir


Eles também têm as regras deles. Essa ideia de que fazemos tudo e apanhamos bebedeiras todos os dias não é verdade. O português é regrado, mas tem aquela regra do
“hoje, eh pá, hoje não fazes dieta que hoje é dia de não sei quê”.

Imperdível.

Get the Flash Player to see this player.


31 de Outubro de 2008