25 de Abril de 2005

Aqui está o novo projecto encomendado a Santiago Calatrava (o arquitecto de, entre outras coisas, a Gare do Oriente) para Nova Iorque:

Só cá é que de arranha-céus… nada!

25 de Abril de 2005

  • Um dia hás-de de me explicar que tara de cruzada é esta tua para ter arranha-céus em Lisboa. Tu perguntas “porque não?” e eu respondo “porquê?”. Não é uma questão de fica bem, não fica bem, é inestético, é isto ou aquilo, é a questão da necessidade, qual é ela afinal? Bem sei que há obra feita sem necessidade, mas porque um se atira da ponte, vamo-nos todos atirar? Porquê um arranha-céus, parece-me coisa de comportamento provinciano, à procura de estatuto. É a mesma coisa que a Índia quando anuncia com orgulho que tem poder nuclear. Será que não existem coisas que mereçam mais a nossa atenção e as nossas paixões do que ter um prédio bonito e alto? Já agora, por falar em coisas importantes, aproveitem para comprar o Pirilampo Mágico.

  • Mas pra que é que serve este monte de latinhas empilhadas? Não percebo nada de arquitectura … e agora ainda menos …

  • As latinhas é onde se metem as pessoas!